Dicas de fotografia para vender seu imóvel mais rápido

Dicas de fotografia para vender seu imóvel mais rápido

As fotografias podem fazer toda a diferença na hora de marcar uma visita ou até mesmo na decisão de compra de um cliente.

Atualmente, poucas imobiliárias contratam fotógrafos profissionais para fazer as fotos dos imóveis à venda. Por isso, aprender estas técnicas te tornará um profissional melhor e te diferenciará de seus concorrentes. 

Primeiro deve-se entender o aparelho que está usando para fotografar e saber como extrair o melhor dele, depois analise o ambiente, entenda como pode valorizar o imóvel. 

Veja aqui algumas dicas para você tirar boas fotos e atrair ainda mais compradores.


Registre tudo

Valorizar o imóvel através das fotos ficou essencial para os clientes que estão cada vez mais exigentes. O aumento de usuários que buscam seu próximo imóvel em portais online foi de 30%, enquanto que o número de pessoas que utilizam o celular para isso cresceu 81%, de acordo com o estudo da Comscore.

É importante que todos os cômodos estejam no anuncio, assim o cliente terá mais confiança e poderá analisar o imóvel como um todo. 

Pense em uma visitação quando estiver fotografando. Apresente as fotos em uma sequência lógica. Nas fotos você estará mostrando a casa para o seu cliente igual a uma visitação, mas de forma online.


1. Qualidade da foto

Este tópico pode ser polêmico, pois afinal ninguém obrigado a ter um bom aparelho celular ou uma câmera profissional. 

Entretanto, é um fato que fotos de boa qualidade e com boa resolução atraem os clientes. A resolução de uma imagem é calculada em base da quantidade de pixels que ela possui. Ou seja, quanto mais pixels mais detalhada e nítida a imagem será.

Para os profissionais que optarem por usar o celular, busquem por aparelhos que tenham a função HDR, também conhecida como Tom Rico ou Tom Dinâmico. Esta ferramenta faz com que as fotos fiquem mais vivas, os tons claros terão mais brilho e os tons escuros terão mais contraste.


2. Limpeza e organização são essenciais 

Olha ao redor e veja o que pode ser melhorado rapidamente. Um ambiente arrumado transparece limpeza e ninguém quer ver uma casa bagunçada ou suja.

Lembre-se de não mostrar louça suja na cozinha ou roupas e toalhas usadas no banheiro. Uma dica para a sala e os quartos é arrumar as almofadas, travesseiros e a roupa de cama.

Todos os detalhes importam, desde os itens expostos na cozinha ou até as cadeiras da mesa de jantar. 

Os objetos pessoas podem tanto afastar os possíveis novos moradores quanto fazê-los se imaginar morando na casa. Uma dica para este impasse é sempre escolher o meio termo, mantenha os porta-retratos no ambiente, mas não foque nesses objetos.

Caso você seja um corretor, converse com o proprietário do imóvel para lhe ajudar com a organização e limpeza. Imóveis com boas fotografias são mais atrativos e vendem mais rápido, o que é bom para os dois lados.


3. Luz e foco são o básico

Agora entramos nas dicas práticas da fotografia em si. Manter o ambiente no foco é o básico para uma boa foto. Imagens desfocadas afastarão o público do seu produto.

A luz é um dos principais pontos para a fotografia em geral. Um ambiente bem iluminado mostra melhor os cômodos e passa uma boa primeira impressão para os clientes. 

Priorize tirar as fotos durante o dia, mas caso ache necessário acenda as luzes, afaste as cortinas e abra as janelas, tudo o que fizer o ambiente parecer mais claro. Se achar necessário, faça o teste com o flash para ver qual foto ficou melhor.

Nunca fotografe contra a luz, ou seja, não vira a câmera para a fonte de luz, isso vai escurecer o ambiente interno e prejudicar a foto.


4. Ângulo e enquadramento fazem a diferença

Tanto o ângulo quanto o enquadramento te ajudarão a valorizar o ambiente. É sempre interessante tirar as fotos na mesma altura do olhar de estatura mediana, evitando fotos de cima para baixo ou o inverso.

Para mostrar a amplitude do espaço opte por fotografias horizontais. Não enquadre os batentes das portas e respeite os cantos das janelas e o teto, cortá-los passará a impressão de que o cômodo é apertado.

Para ambientes compridos, opte por fotos mais anguladas. Imagens retas desse tipo de cômodo passam a ideia de um local estreito. 

Para cômodos pequenos, o ideal é fotografar na vertical. O ideal para estes espaços é tirar várias fotos, faça testes em diferentes ângulos e depois escolha as que mais valorizam o ambiente.

Para espaços amplos, tirar somente uma foto de tudo pode desvalorizar o local. Uma dica é usar um objeto de destaque como referência e a partir dele fazer várias fotos.



5. Faça fotos diferentes

Um bom truque para atrair os clientes é fazer fotos que gerem o desejo de morar no imóvel, ou seja, fotos que façam o possível comprador se imaginar no local.

Destaque o melhor do imóvel nas fotos. Se a vista é bonita, então faça questão de ter uma foto dela no anúncio. O acabamento de gesso ou mármore é um atrativo, então mostre-os. Se o condomínio tem amplo espaço comum, apresente-o também.

Não fique preso a fotografar somente os cômodos.


Conclusão

A edição pode ser a sua aliada nos últimos retoques, mas lembre-se de usá-la com parcimônia. Não adianta exagerar no brilho ou na saturação, assim as fotos parecerão falsas ou exageradas.

Uma boa foto é sinônimo de mais clientes interessados e pode sim te ajudar a melhorar suas vendas. 


Receba Novidades

Cadastre-se e receba as novidades do mercado imobiliário em seu email.